sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Boys Next Door


One-Shot de Kaori Yuki

Download

Esta é uma manga one-shot de Kaori Yuki (Angel Sanctuary). A história passa-se em Los Angels e centra-se na relação de um professor primário chamado Adrian, um assassino em série, com Lawrence, um jovem prostituto.

The Diary of Tortov Roddle

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sanctuary

De Ryoichi Ikegami & Sho Fumimura


Já desde à muito tempo que vinha a adiar escrever acerca desta incrivel manga. Agora e finalmente chegou a altura:

Sanctuary é a manga escrita por Sho Fumimura e ilustrada por Ryoichi Ikegami publicada no Japão pela Big Comic Superior entre 1990 e 1995. Posteriormente já foi lançado por outras editoras, tendo cada uma delas dividido a história de formas diferentes o que resulta na variação do numero de volumes. Na altura, assim como ainda hoje a manga fez enorme sucesso no publico adulto, pela sua arte arrojada, parecendo reflectir uma América em plena década de 60. Sanctuary tem uma história "atraente" na medida em que mistura conspiração politica com um thriller policial, explorando convenientemente as suas personagens sem nunca levantar demasiado o véu. Cada um dos seus capítulos termina com um momento de tenção, obrigando o leitor a não descolar os olhos do papel. Diria ainda que, o grande forte desta manga é deter duas personalidades extremamente fortes em lugares de destaque, realçando assim as diferenças entre os seus dois protagonistas e ao mesmo tempo a sua perserverança em relação aos seus objectivos.



Akira Hojo e Chiaki Asami atravessaram juntos durante a infância a guerra no Cambodja. Lutaram sempre pela união - sentimento que os acompanhou até ao momento em que se tornaram adultos, ou mesmo até à altura em que regressaram ao Japão, sua terra Natal, e decidiram que juntos o iriam mudar o país. Era evidente para ambos, que haviam regressado a um país de pessoas acomodadas que nada se preocupavam com o futuro. No poder, homens enriqueciam tomando partido de todas as regalias que as suas posições lhes traziam, impedindo desta feita que outros mais jovens e ambiciosos tomassem a rédeas do poder. Hojo e Asami estão decididos a mudar o Japão consagrando-o o seu Santuário particular. Para isso eles tomaram direcções opostas: Hojo torna-se um Yakuza, enquanto que Asami um secretário particular politico. Mantendo-se distantes e ao mesmo tempo tenebrosamente unidos eles embarcam na conquista do Japão.

É notório que Sanctuary recebeu fortes influencias cinematográficas - nomeadamente de filmes de Sergio Leone (de máfia, Gângsters, etc), com exemplo de Once Upon a Time in America. Também fortemente influenciado pela trilogia de Mad Max e aínda pelos filmes de Bruce Lee. São inúmeras as influencia que Sanctuary recebeu do género Film noir, porém teve potencial para chegar aínda mais longe na forma de como retrata o crime organizado no Japão. Tal como O Túmulo dos Pirilampos de Isao Takahaka, Sanctuary também se revela como um grito anti guerra - visto que se alia às crianças para elevar esta problemática. O sexo aqui acaba por ter um lugar de destaque, felizmente nunca é usado tão abusivamente como aconteceu em Crying Freeman (de Ryoichi Ikegami), este que aqui, é mais um complemento ao realismo da história. Com o traço inconfundível de Ikegami é difícil não ficar hipnotizado ao primeiro olhar. E são os amores, os medos, a luta, a coragem, a raiva, a união... todos os ingrediente estão misturados, para fazer deste Sanctuary uma obra verdadeiramente singular. Sem dúvida algo a não perder.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O Túmulo dos Pirilampos


De Isao Takahaka




Cinema de Animação ou apenas Cinema revela-se em obras magnificas como esta. Diria com a mais singela honestidade que "O Túmulo do Pirilampos" é o mais belo filme de animação que já mais vi, e é também um dos mais comoventes (cinema em geral). Isao Takahata demonstrou-se aqui como um dos talentosos realizadores japoneses, co-fundador (juntamente com o grande Hayao Miyazaki) do Estúdio Ghibli. Tendo a sua obra se destacado nas décadas de 80 e 90, entre os seus filmes mais consagrados estão também: Only Yesterday, My Neighbors the Yamadas, Pom Poko, etc.
Se "O Túmulo dos Pirilampos" fosse um som, seria - um grito ensurdecedor, um grito que se ouviria em todo o Mundo sempre com a mesma intensidade. O Túmulo dos Pirilampos consiste num grito sim, num grito anti-guerra, anti-dor, anti-morte, anti todas as coisas terríveis que a guerra pode proporcionar.
E por favor deixem-se levar pelas imagens, por esta comovente viagem guiada por Isao Takahata.

"O Túmulo dos Pirilampos é "A Lista de Schindler" da animação..."
-Ernest Rister, Historiador de Animação

O Túmulo dos Pirilampos conta-nos a história de dois irmãos, Setsuko, uma menina de quatro anos e Seita de catorze anos. Eles são atingidos pela Guerra na sua pequena cidade Natal perto do mar. Seita esconde alguns alimentos numa vala preparada no quintal, para os tempos difíceis que haveriam de vir enquanto Setsuko se despede da mãe, que pretende esconder-se num tal acampamento de bombeiros. A cidade é devastada. Dos locais atingidos pelos bombardeamentos não restou quase nada e para piorar ainda mais as coisas a mãe das crianças é gravemente ferida, resultando na sua morte. Seita e Setsuko são então destinados a ir viver com uma tia que gradualmente os vais desprezando, aproveitando-se da comida que Seita havia trazido. Seita decide então pegar na irmã e sair dali o mais rapidamente possivel. Eles encontram uma pequena gruta abrigada, que ambos adoptam como a sua casa, passando apartir desse momento a estar entregues um ao outro. Desta vez as mazelas causas pela guerra tornaram-se ainda mais difíceis de suportar e o seu destino é avassalador.
Apesar de sabermos desde logo o destino das personagens, já que "O Túmulo dos Pirilampos" se inicia pelo fatídico final, continuado como uma "viagem das almas." Seita e Setsuko recordam os episódios mais marcantes das suas vidas. É um filme mágico, sem magia - que se alia a simples pormenores do quotidiano dos os irmãos, da sua intimidade e dos sonhos que ambos desenvolvem em momentos de dificuldade. O dramatismo provoca-nos algum ou muito choro. Sem dúvida uma obra a não esquecer.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Short Stories - Hiroki Endo


Do mesmo criador de Eden - It's an Endless World!

Volume 1:
Boys Don't Cry
The Crows, the Girl and the Yakuza
Because She's a Sweet Girl
For Those of Us Who Don't Believe in God

Volume 2:
Hang
High School Girl 2000
Platform (part1)
Platform (part2)

Border

De Nagoya Haruko


domingo, 7 de dezembro de 2008

Bestia

Um romance samurai...



Com o traço inconfundível de Ryoichi Ikegami, autor de Mai, the Psychic Girl, Sanctuary e Crying Freeman.

Esta é a história de Tukinosuke, o último de uma dinastia muito peculiar, os Saishi. Eles são uma misteriosa raça originária da relação entre entre uma mulher humana e uma criatura. Os Saishi foram uma arma valiosa durante a guerra pela sua força e habilidades sub-humanas, mas em tempos de paz eles foram odiados e desprezados pelo povo japonês.

Bestia passa-se no final do período Edo, enquanto a população vivia dificuldades provocadas pela guerra... Tukinosuke pretende libertar-se dos fantasmas do passado enquanto viaja em busca da sua irmã. Pelo caminho ele deita-se com mulheres matando-as com o seu veneno letal, uma característica da sua raça.
Izumi é uma jovem Gueixa que promete à prova o poder da dinastia Saishi assim como o seu amor por Tukinosuke.

sábado, 6 de dezembro de 2008

O anime-max deseja-te um feliz Natal




Este Natal esperamos que recebas uma prenda de Felicidade, uma de Alegria, outra de Saúde e por fim, a não menos importante prenda de Esperança.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Me and the Devil Blues

De Akira Hiratomo
Ícone musical Americano retratado em manga...


Não é comum ver retratados em manga mitos americanos, mas "Me and the Devil Blues" é certamente algo mais. De título inspirado num famosa musica Blue, "Me and the Devil Blues" narra a história do seu autor, Robert Johnson e da cultura Blue durante os anos 30 na América do Sul. RJ, assim conhecido Robert Johnson (abreviatura), tocava tão mal que os outros músicos diziam que a única forma de ele se tornar um verdadeiro musico seria vender a sua alma ao diabo. E o mito persistiu... de que Robert Johnson havia de facto feito um pacto com o diabo. Isto fê-lo passar de guitarrista medíocre para uma lenda do Blues.
Johnston é uma misteriosa figura no panorama musical americano. Dele existem apenas duas fotografias. Na sua biografia persistem muitas lacunas, facto que serviu para ampliar mais ainda a sua misteriosa figura.
Este é sem dúvida um retrato pouco convencional de um músico americano e promete, desde já dar muito que falar.

20th Century Boys: The Last Hope - trailer

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Real


Do criticamente aclamado autor de Slam Duck e Vagabond.

Real (リアル Riaru) é a serie de manga escrita por Takehiko Inoue, que retrata a história de rapazes em cadeira de rodas que jogam basketball. A manga tem sido serializada pela Shueisha Young Jump e até à data, já vendeu mais de 9 milhões de cópias apenas no Japão.

Já está em minha posse este primeiro volume da série Real de Takehiko Inoue. Como sempre e como não podia deixar de ser, Takehiko traz-nos mais uma manga de alta qualidade, sendo esta a quarta vez que este aborda a temática do basketball. Uma particularidade do autor é que este transporta as suas personagens para situações difíceis com o intuito de os obrigar a mudar a sua vida e a optar por caminhos completamente diferentes. Real retrata três dramas - a vida de três jovens completamente diferentes mas com uma paixão em comum - o basketball. É um acidente de de mota, o cancro do osso e um atropelamento - acontecimentos trágicos que lhes mudaram a vida, colocando-os do mesmo lado da moeda. Eles, agora serão obrigados a enfrentar os problemas aliando-se a uma força que terão de encontrar no seu interior. Força esta que desconhecem inicialmente, mas que mais tarde, fará para eles e para aqueles que os rodeiam toda a diferença.
Real é sem a mínima dúvida uma história de vencedores. De jovens que apesar dos problemas têm a força e a coragem de procurar o caminho certo.



Apesar de muito diferentes, Hisanobu Takahashi (na esquerda), Tomomi Nomiya (centro) e Kiyoharu Togawa (à direita) todos partilham um enorme prazer pelo basket.
As coincidências e as tragédias irão os unir... Tomomi é um rebelde, aparentemente com um futuro tudo menos promissor, em que a única coisa que parece o motivar é a equipa de basketball da escola, da qual faz parte. Uma noite tudo muda para pior, depois de uma noite inteira a convidar jovens raparigas para darem uma volta consigo de mota, ele finalmente encontra uma - Natsumi. Porém o destino prega-lhe uma partida, ambos têm um acidente e Natsumi fica gravemente ferida, condenada a uma cadeira de rodas. Como se não basta-se Tomomi é também expulso da escola e como tal, deixa de jogar na equipa de basketball. Mas o pior para si é enfrentar as visitas ao Hospital e ter de conviver com resultado do seu erro. Enquanto isso Kiyoharu dedica-se ao desporto - o basket. O único prazer que conheceu depois de se ver num corpo limitado. O cancro do osso roubou-lhe uma perna, mas não lhe roubou a vida - ele é um herói na modalidade de basketball em cadeira de rodas. Quanto a Hisanobu, é um jovem egoísta e intolerante. Porém há um dia que depois roubar uma bicicleta ele é atropelado por um camião o que o leva a perder toda e qualquer possibilidade de voltar a andar. Os medos arrastam-o para um buraco cada vez mais profundo. Será ele capaz de voltar a restabelecer a sua vida?
Vejá também, do autor e não só: Vagabond, Slam Dunk, Sanctuary e Akira.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Hotel


Uma história comovente de sobrevivência



A raça humana encontra-se em vias de se extinguir. É urgente encontrar um solução. É urgente proteger a todo o custo o DNA e dessa forma a possibilidade futura de voltar a restabelecer a Humanidade. Uma torre é construída para albergar esse mesmo DNA e lá dentro habita o seu protector - um robô chamado Armstrong.

Gantz capítulo 284 - Factory




E eu sou tão podre... que até coloco aqui a imagem da ultima página do capitulo. Talvez seja porque tenho a séria impressão de que os mistérios de Gantz estão-se a desfazer e a manga está a tornar-se cada vez mais interessante. Isto é para abrir o apetite daqueles que não têm acompanhado a série.
Capítulo para leitura online aqui: Gantz 284

Artbook Evangelion - Der Mond


Morri!


Mas vão ter notícias...




Bem devem se estar a perguntar: Mas o que é isto? Bem é um figura (feminina, claro) virtual com a qual podemos interagir através de uma webcam. O único requisito é um bom pc, já que o programa é um devorador de recursos. O produto foi lançado recentemente pela Geisha Tokyo Entertainment e rapidamente esgotou.
Isto é o sonho tornado realidade de muitos japoneses, e não só. Podem bater à menina, tirar-lhe a roupa e ouvir a sua inocente voz...

A intenção era matar-me do coração:


Steven Spielberg e Will Smith discutem remake de Oldboy

Segundo a Variety, Steven Spielberg e Will Smith estão a discutir uma possível colaboração para um remake do filme Oldboy, de Chan-wook Park.

Em que querem transformar isto:


E porque gosto muito desta música e do anime também já agora.


RahXephon - La, la Maladie du Sommeil


terça-feira, 18 de novembro de 2008

PROTESTO



Não gosto de ofender as pessoas e respeito os gostos de cada um. Porém existem momentos em que é difícil de suportar os fenómenos populares que acontecem esporadicamente no mundo da manga - aqui em Portugal. São eles por exemplo e actualmente: One Piece, Bleach e Naruto. Por isso e cansada desta onda, em que toda a gente gosta das mesmas coisas: PROTESTO!!
Todos sabemos que é difícil comprar manga em Portugal e torna-se ainda mais complicado quando colocamos de parte a Fnac (o meu caso) que vende sobretudo manga em Francês. Temos no Porto apenas duas lojas especializadas em BD e Manga que são a: Central Comics e o Mundo Fantasma. Esta última apresenta-nos uma grande variedade de produtos ligados ao mundo dos quadradinhos, e os leitores correm a procura das novidades ou simplesmente planeiam terminar as suas colecções favoritos. Já a Central Comics é uma pequena loja que pratica melhores preços, apesar de não ter uma tão grande variedade. Mas algo aconteceu recentemente. Uma noticia que me deixou bastante frustrada. A loja Central Comics deixou de comercializar os volumes de Vagabond. Não sei se têm a noção de que Vagabond é uma manga extremamente popular no Japão e que desde o seu inicio tem ganho diversos prémios, muitos deles internacionais. O autor destaca-se também pela obra completa de Slam Dunk e mais recentemente por Real, que ainda não foi publicada em Portugal e receio mesmo que possa nunca vir a sê-lo. Portanto à que convir que a Manga de Takehiko Inoue tem qualidade e seria de esperar que mais pessoas a comprassem em Portugal. Pois bem, apenas 2 pessoas, estavam a fazer a colecção de Vagabond e a compra-la na Central Comics. Duas pessoas acorriam à loja a procura do próximo volume. Duas pessoas juntavam o dinheirinho suficiente para a compra. Liam e reliam o volume e esperavam impacientemente pelo momento de terem o proximo em suas mãos.



Talvez não chegue o dia em que ao entrar numa livraria em Portugal nos deparamos com uma estante como esta. Não protesto contra a loja - a Central Comics, aliás felicito-os por manterem uma loja assim aberta. Mas protesto a uma onda de "mau gosto" sobretudo juvenil. Protesto aqueles que não procuram mais e melhor, que se limitem sempre a vulgaridade, aquilo que é popular e que não permitam que outras séries de qualidade superior persistam neste pais. Não falo apenas de Vagabond. Falo por todos os outros produtos, como o cinema, que sofrem por não serem tão populares/comerciais que passam ao lado da maior parte das pessoas.
Gostava que algo muda-se... dêem as boas graças a mudança e não se mantenham de sempre e de todo presos aos velhos gostos. Desenvolvam uma atitude critica e não comam tudo o que lhes dão para comer.

Piercing


Download

Com alguma persistência lá consegui disponibilizar este one-shot da autoria de Takehiko Inoue para download no anime max. Aviso já que está em Italiano. Não compreendo porquê que não se encontra em inglês. Ainda assim, e visto que a língua italiana não é muito diferente do português, lá decidi fazer este post. Aproveitem na mesma!

terça-feira, 11 de novembro de 2008

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

GOTH



Recentemente foi colocado online o trailer de GOTH, o filme de Gen Takahashi que resulta da adaptação da popular novel de Otsuichi.
Veja também aqui: GOTH (manga)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Lost Odyssey


Lost Odyssey é a história de Kaim, uma personagem imortal que viveu mais de 1000 anos. Não se lembra do seu passado e não tem ideia nenhuma do que o seu futuro lhe pode trazer. Ao longo da sua viagem, diversas personagens juntam-se a Kaim numa odisseia de descoberta dos seus passados intrincados e destinos, conduzindo os jogadores numa história de proporções épicas.
O design das Personagens pertençe ao grande Takehiko Inoue!

Trailer

Yoshitoshi Abe - Visual Experiments Lain


Download:
Part 1
Part 2

Ayakashi - Japanese classic horror



Baseado no kabuki classic "Toukaidou Yotsuya Kaidan"(1826) escrito por Tsuruya Nanboku, uma das mais famosas historias de espíritos no Japão.

O design do anime, é baseado no Classic japanese horror tales Yotsuyakaidan, Tenshu Monogatari e Bakeneko serão feitas por Yoshitaka Amano.

OPENING (para o primeiro capítulo)


quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Shamo

Manga & Live-action


*Shamo é o termo Japonês que designa galo.

Em 1998 inicia-se uma manga escrita por Izo Hashimoto e ilustrada por Akio Tanaka, denominada de Shamo. Já em 2007 esta torna-se um filme, pelas mãos do realizador Pou-soi Cheang (Dog Bite Dog) de Hong Kong.
Rotulado de Seinen, Shamo conta-nos a história de Ryo Narushima, um jovem que com apenas 16 anos assassina os seus próprios pais. Depois ele é então enviado para o reformatório, lugar onde havia de passar longos tempos de sofrimento -, ele que era violentado e violado pelos seus colegas. Nesse mesmo lugar ele havia também de aprender artes marciais, técnica que permitiu mais tarde e após muito esforço defender-se dos seus agressores.

Nota: A história de Ryo é inspirada num caso real que aconteceu em 1997, em que um rapaz de 14 anos matou e decapitou diversas crianças.

Ryo é um adolescente e como tal vive as transformações que essa mesma adolescência lhe provoca. A sua personagem divide-se portanto, em duas fases bem distintas: a primeira como jovem delinquente e a segunda como lutador.


Personagem importante é o homem que acabou por dar a Ryo a oportunidade de renascer das cinzas. Ainda no reformatório Kenji Kurokawa, um antigo professor de artes marciais condenado pela tentativa de assassinato do Primeiro Ministro, ensina a Ryo as regras fundamentais de um bom lutador -, o equilíbrio no corpo e na mente.
Não querendo me prolongar mais, tenho por isso e para concluir este meu breve comentário sobre Shamo, nesta passagem ainda que incompleta pela a manga de 1998 e pelo recente filme de 2007. O live-action apesar de cortar, obviamente, muitas partes da manga mantém-se quase sempre fiel a sua inspiração, excepto na técnica de combate executada pelo protagonista. Na manga ele torna-se especialista em artes marciais, enquanto no filme ele é pugilista. O realizador procurou utilizar os momentos mais "sensacionalistas", porém e infelizmente explorou muito pouco um dos pormenores, que penso ser dos mais interessantes da grafic novel - as imagens de insectos e outros animais que aparecem esporadicamente na história, geralmente no inicio de cada capítulo, no fundo um pouco para expor de uma forma muito subtil os principais acontecimentos dramáticos da trama.
Shamo é um excelente exemplo de violência justificada, de grandes transformações, tanto físicas como psicológicas. Sem dúvida um das melhores mangas que já li...
Se gostou veja também: Battle Royale, , e Old Boy.