segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Kimera - 1996


Devido à dificuldade em continuar a espécie, os Vampiros raptam uma mulher humana, levando-a para o seu planeta denominado de Izatu. Esta mulher torna-se a mãe de Kimera, Ginsu e Kianu, os últimos três dampiros (dhampir) conhecidos.
Na Terra, Kimera é encontrada por Osama, um jovem que que involuntariamente a desperta do seu sono. Fascinado com a sua beleza andrógina (mascolina e feminina), Osama deseja-a desconhecendo o seu verdadeiro propósito na Terra - a continuação da geração e consequentemente a destruição do planeta Terra.
Kimera é um interessante thriller psicológico, uma jogo de rato e gato, com uma boa e importante faceta de erotismo. Rotulado e Yaoi, visto Kimera ter retomado à Terra com aparência masculina, aparência esta que hipnotiza os humanos que a ousam olhar. Kimera tem a beleza de um Vampiro.


Advent Children Reunion Files - Artbook

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Akira Live-action



As especulações aumentam, o que acontece com todos os live-action de séries de manga feitas em solo Americano. Mais uma grande obra bem a constar na lista e decerto que será de alta qualidade.
Leonardo Dicaprio fará parte da produção (com a Appian Waye, sua produtora), Ruairi Robinson na realização e para já apenas estão confirmados dois dos actores Joseph Gordon-Levitt e Leo Lee.
O live-action de Akira será constituído por dois filmes, sendo que o primeiro estreará possivelmente no Verão do ano que vem. O filme engloba uma boa parte da manga, a graphic novel de Katsuhiro Otomo - constituída por seis volumes publicados, com 120 capítulos entre 1982 e 1990. Cada um dos filmes terá por base três dos livros da série de Ôtomo, cobrindo todos os capítulos originais, ao contrário do anime, que mostrou apenas um trecho da história. O autor também será produtor executivo do filme.
Quanto aos actores ainda muito pouco foi revelado. Penso que Joseph Gordon-Levitt, o fabuloso actor americano com aparência asiática, será Kaneda. Porém poderei ser surpreendida se este interpretar Tetsuo pois acredito que a interpretação desta personagem é bem mais exigente.


Kaneda ou Tetsuo?

Quanto a Leo Lee, estou convicta que será Colonel Shikishima devido a sua parecença física.
O filme poderia até ser revolucionário, porém sinto que vai um pouco na onda do sucesso do anime criado nos anos 80. O estilo cyber-punk misturado com as animações japonesas criou um interessante mundo, uma 3º Grande Guerra cousada por um jovem - Tetsuo e o seu recente poder, descontrolado. Sei também que as produções Americanas são sempre de alta qualidade em efeitos especiais e não me resta duvidas que até o mais foleiro argumento (tipo Transformers) pode ser um grandioso filme a nível técnico. Fica-me o consolo de ter o actor Joseph Gordon-Levitt e o ambiciosos Leonardo DiCaprio, que é sobretudo relembrado pelo seu papel em Titanic, todavia até agora tem reunido um misto de excelentes interpretações.
De resto basta apenas esperar cerca de um ano para ver o que o futuro de Akira nos reserva. Quem estiver impaciente pode sempre ler a manga para se entreter.

Anime WALLPAPERS

Akira

Neon Genesis Evangelion

Kara no Kyõkai

Serial Experiments Lain

Grandes metres (parte 2)


Tsutomu Nihei

Takehiko Inoue

Yuu Kinutani

Yoshiyuki Sadamoto

Ugetsu Hakua

Tatsuyuki Tanaka

Fancy Lala - opening/ending


Que saudades




quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Monster OST

Elfen Lied OST

RahXephon


A cidade de Tóquio é vítima de um ataque. O caos e a destruição são lançados, enquanto um jovem - Ayato Kamina - procura ajuda para os seus amigos. No caminho reencontra uma velha amiga - Reika (uma enigmática figura), assim como dois homens de óculos escuros que pretendem resgatá-lo. Ele é salvo por Haruka Shitow - uma misteriosa mulher que diz revelar-lhe "Os mistérios do mundo onde vive."
Ayato é uma "peça" valiosa para aquela guerra - ele tem o dom de pilotar um poderoso robô denominado de RahXephon.
A série de ficção-cientifica de 26 episódios dirigida por Yutaka Izubuchi, lançada entre 21 de Janeiro e 10 de Setembro de 2002. Foi feito um filme baseado na série, novelas, jogos, um episódio OVA extra, e vários livros ilustrados também foram criados. Além de uma pequena adaptação em manga.
RahXephon conta uma encantadora história de amor. Um enredo complexo... personagens com personalidades detalhadamente abordadas - sendo que cada uma delas tem a sua dose de importância na história.
Eu fui com certeza vitima da seta do cupido, enquanto assistia a esta série, pois RahXephon emana uma beleza que só é equivalente em alguns animes. Apesar de ser injustamente considerado uma cópia de Neon Genesis Evangelion, RahXephon vale por si só, apresentando uma interessante evolução da personagem principal, ou seja Ayato vai amadurecendo ao longo de toda a série. Para quem ainda não viu é indispensável dar pelo menos uma vista de olhos nesta obra deslumbrante.


segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Bakuman


Download:
Capítulo 1


A grande dupla de Death Note, Tsugumi Ohba e Takeshi Obata começaram uma nova manga, que foi lançada dia 2 de Agosto na Shonen e que se intitula de Bakuman.

Bakuman conta uma história sobre 2 rapazes do nono ano que sonham ser mangakas (artistas de manga). Eles são Mashiro Moritaka, o estudante de arte e Tagaki Akito, o argumentista. Ao longo da manga notam-se várias referências ás obras anteriores destes autores, nomeadamente Death Note.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Takeshi Obata


Biografia

Takeshi Obata nasceu em 11 de fevereiro de 1969, no distrito de Shiigata, Japão. Aos seus vinte anos foi finalista no prêmio Tezuka, realizado todos os anos pela Shueishia, com o manga Cyborg G-chan. Desde então começa a trabalhar na conceituada revista Shonen Jump.
Em 1992 com ajuda do roteirista Susumu Sendo cria o manga Arabian Majin Bokentan Lamp Lamp, parodiando as aventuras de Alladin. Já em 1995 com a ajuda do também do roteirista Sharaku Murou no projecto Karakurizoshi Ayatsuri Sakon.
Em 1998 actua como ilustrador no seu primeiro sucesso, Hikaro no Go (1998-2003). Com o guião de Yummi Kotta e ajuda de Yukari Umezawa, campeão nacional de Go, popular jogo estratégico japonês do qual a manga gira em torno.
O ano é 2003, e ele começa a trabalhar no seu projecto mais ambicioso, Death Note (2003-2006), com o auxílio do roteirista Tsugumi Ohba (do qual a identidade se mantém ainda em mistério). Takeshi ganha reconhecimento a nível internacional, tão grande que nunca fora obtido por nenhum dos seus outros trabalhos.
Após a conclusão de Death Note, Takeshi entra em outro projeto: Blue Dragon Ral Grado. Mangá promocional do game de mesmo nome para XBOX 360. Entretanto, se diferencia tanto do jogo quanto da série de anime dirigida por Akira Toriyama.
Em 2007 lançou o one-shot, Hello Baby. Takeshi Obata ficou a cargo da ilustração e Masanori Morita no roteiro.
O ano de 2008 foi marcado até agora com um one-shot, denominado Urooboe Uroboros, que marca a parceria de Obata com o guionista NisiOisiN e Bakuman, que representao regresso da dupla maravilha de Death Note Takeshi Obata e Tsugumi Ohba.

KITE o Anjo da Morte

Em 1998 são lançadas 2 OVAs de Kite, escritas e realizadas por Yasuomi Umetsu.
O teor sexual explicito assim como as cenas de violência fizeram desta série um clássico, apenas permitido a maiores de dezoito anos.
Conta a história de Sawa, uma jovem que presta serviços como assassina, assim como favores sexuais para o seu tutor - Akai. Sawa fica órfã ainda muito jovem. Seus pais haviam sido cruelmente assassinados sem nunca ter sido encontrado o culpado. Akai é o policia encarregue do caso, que jura a Sawa encontrar o assassino na condição de ela se tornar uma serial killer. Ele faz chantagem com a jovem e ela torna-se uma talentosa assassina.
Mas estou aqui para falar de Kite - 2008. Kite Liberator é uma outra conversa - podem estar à vontade que esta OVA não é para maiores de 18 anos - é para todas as idades, se bem que não é muito aconselhável para os mais pequenos porque a violência continua a estar implícita, ainda que o sexo tenha sido dispensado desta vez. Mas a temática mantém-se - a protagonista é aquela que elimina os pedófilos, os abusadores de crianças.
Manaka é uma jovem de 16 anos com uma dupla vida. De dia, como quase toda a gente a conhece, ela é uma jovem atrapalhada, indefesa e sorridente, mas à noite ela é uma calculista e habilidosa assassina, uma justiceira denominada de "Anjo da Morte." É incrível a volta de 180º que a série deu e apesar de se tratar de uma sequela a abordagem à temática é bem diferente. Um pouco como redenção à primeira Kite (cujos sexo era justificado) esta não tem qualquer tipo de censura. A protagonista não está tão corrompida como a primeira e por isso o titulo de "anjo", assenta-lhe como uma luva.Os gostos são absolutamente pessoais, mas achei a primeira série bem mais interessante. Facto é que se passaram 10 anos e os meios técnicos são hoje em dia bem melhores, sendo uma mais valia - pois as imagens do Espaço em que Kite Liberator são realmente muito bonitas e detalhadas. Apreciei algumas partes da história, enquanto que outras já estão demasiado vistas em animes do género - o que torna tudo um pouco previsível.

Real Drive

Masumune Shirow criador de Ghost in the Shell, Appleseed e Ghost Hound desenvolveu uma nova série Real Drive em parceria com a conceituada produtora Japonesa, a Production IG (Ghost in the Shell).
Trata-se de uma série neo-futurista acerca de um sistema (provavelmente inspirado na Internet) de armazenamento de memórias em rede, cujo intuito é dar novas possibilidades as pessoas. Possibilidades essas, de se libertarem e se movimentarem livremente pelo mundo cibernético.
Desta liberdade resultou uma explosão criativa de desejos e instintos, que nunca seriam possiveis no mundo real. Porém, como todos seus humanos sem regras nem restrições tudo começa a ser levado ao exagero, resultando num desequilíbrio da linha que delimita a realidade do "Metal."Meta Real Network _ ou Metal é o sistema virtual que converte as memórias das pessoas em dados. Funciona como uma espécie de servidor e como todos os grandes programas de armazenamento, Metal tem os seus problemas. Para resolvê-los são necessários técnicos especializados denominados de "cyber-mergulhadores."
No ano de 1061, cinquenta anos depois de ter sido desenvolvida a "Sociedade em Rede", Masamichi Haru acorda do coma profundo, provocado por um acidente cinquenta anos antes. O seu corpo havia envelhecido, agora com 81 anos, Haru descobre que perdeu o "sentido das coisas" pois tudo havia sofrido extraordinários avanços.
A EISF, empresa onde tinha trabalhado antes, havia se transformado num poderoso instrumento, principalmente para ele que agora se encontrava limitado pelo seu corpo envelhecido _ ele encontro no Metal uma nova possibilidade de vida.Mais uma vez, um anime que explora o infindável mundo da ficção-cientifica. Sabemos que muitas das coisas que eram ficção no passado, fazem hoje parte do nosso dia-a-dia, e são de facto normais para os nossos olhos. Apesar de tudo, nem sempre são boas noticias e muitas "experiências" demonstram-se demasiado arriscadas para a humanidade.
A ciência avança a uma velocidade estonteante, permitindo cada vez mais possibilidades _ tudo em busca de uma vida mais confortável para o ser humano. Real Drive é um exemplo dos problemas desse mesmo desenvolvimento, do avanço "exagerado" da tecnologia. Um anime original que deve ser visto e apreciado.
Como muitos animes Real Drive também tem as suas fraquezas. Em que por vezes boas ideias estão seguras sob uma base muito fraca e instável. Acontece que na maioria dos já 11 episódios, fica-nos uma desconfortável dúvida, de que não conseguimos assimilar toda a informação inerente. Mas o mundo ou conceito de todo o anime em si é muito interessante. O facto de ter utilizado uma linguagem ao qual estamos familiarizados, como por exemplo: avatar, link, online... para criar um mundo do Metal é, por si só um elemento forte e de todo uma mais valia para o anime. Desde já e com tom de conclusão, deixo também uma nota positiva para a artwork, pois sei que muitas pessoas vão achar as raparigas um pouco gordas. É de facto estranho e um pouco invulgar, no entanto _ quebra os habituais estereótipos de beleza femininos.

Opening

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Grandes metres (parte 1)

Range Murata

Katsuhiro Otomo

Yoshitoshi Abe

Takeshi Okazaki

Akihiro Yamada

Takeshi Obata

terça-feira, 5 de agosto de 2008

FREEDOM - Seven

Ninguém sabe o quanto eu gosto FREEDOM. Seven é o nome do último episódio especial, que foi realizado para comemorar o aniversário da empresa que apadrinhou este projecto - a NISSIN CUP NOODLE.

Aqui estão algumas imagens:


Aviso já que este episódio é uma verdadeira caixinha de surpresas.

Remaining Sense of Pain


A assassina de Kimono , Shiki Ryõgi, volta a atacar.



Quem tem acompanhado a saga inspirada nas novels do autor Kinoko Nasu (Fate/stay night, Tsukihime) Kara no Kyõkai - Edge Of Emptiness, já reparou que se trata de um tipo de narrativa não-linear, ou seja, que não segue uma linha de tempo sequencial. São pequenos pormenores que nos dão a localização no tempo. Diria, portanto que este terceiro capítulo é anterior ao primeiro e aconteceu depois do segundo. Parece complicado, mas não é. Na realidade até Kara no Kyõkai alia-se a truques temporais simples que nos deliciam com o chamado, suspense... facto que torna tudo mais aliciante, ou direi mesmo viciante?
É este o último capitulo da série que já esta a correr na net - Kara no Kyoukai, vol. 3. Segundo sei o 4º capitulo também sairá no Japão dia 16 deste mês, o que nos vai obrigar a esperar mais algum tempo. Não muito, espero eu.

Dá-se pelo belissimo nome de : "Remaining Sense of Pain" ("relembrando o sentido da dor"), que marca uma extraordinária viragem, como tem vindo a acontecer nos capítulos anteriores, em que uma história é contada em paralelo com a principal.

O poder de matar.

No mês de Julho em 1998, uma jovem, Fujino Azagami é violada por um grupo de delinquentes. Delinquentes estes, que crêem que a jovem não sente qualquer tipo de dor. Porém, um dia o cenário altera-se e as posições invertem-se - de vitima, Fujino passa a ser a assassina. E o mesmo lugar torna-se um mar de sangue, sendo que todos os jovens com excepção de um são brutalmente assassinados. Para resolver o caso a investigadora Aozaki Touco é convocada, assim como a jovem Shiki Ryōgi.
Uma personagem insensível à dor, foi o centro da trama neste último capitulo. Também a violência volta a estar em voga, no entanto desta vez dá lugar ao abuso sexual.
Kara no Kyõkai encontra finalmente o equilíbrio entre duas personagens. Shiki enfrenta uma adversária à sua altura - Fujino, que possui o dom de manipular coisas à distância, inclusive o membros; que torce, esmaga, quebra, arranca. etc... tudo conforme a sua vontade.

Novas imagens de FREEDOM




segunda-feira, 4 de agosto de 2008